18 de novembro de 2012


 
 
5.
 
 
o urubu fareja
a morte onde está
alugando as correntezas
de ar



Postar um comentário