6 de abril de 2015

 
 
136.
 
 
longamente
embaixo da terra
a batata quente
se revela


Postar um comentário